Um dia com... Mafalda Pinho, Buyer Assistant da Ralph Lauren

19.11.14






Mafalda Pinho trabalha na Ralph Lauren, em Londres, descreve-nos o dia a dia de uma Buyers Assistant e conta ainda ao Second Skin as suas rotinas de beleza e produtos preferidos. Continuem a ler para saber tudo! 











Mafalda Pinho, 25 anos, nasceu no Porto mas é em Londres que passa os seus dias. Licenciou-se em Ciências da Comunicação pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto e depois de terminar o curso começou a trabalha na área de “Healthcare Marketing”. Rapidamente sentiu saudades da vida de estudante. Decidiu fazer uma pausa, tirar um gap year e pensar no que queria realmente fazer.

Foi trabalhando como hospedeira durante esse tempo, mas aproveitou para ler, viajar e decidiu tirar um mestrado em Relações Públicas, em Londres. Foi um investimento, apoiado pelos pais, mas que deu frutos.

Enquanto estava no mestrado, estagiou no NHS (o equivalente ao Serviço Nacional de Saúde Português) como assistente de Comunicação Interna. Mafalda diz que foi “muito desafiante em termos de gestão da reputação e motivação do staff.” O que a levou a fazer a tese de mestrado sobre os efeitos “do spin-doctoring por parte da indústria farmacêutica na imprensa britânica”.

Terminado o mestrado, com uma proposta de trabalho no Porto, mas decidiu voltar a Londres. A sua motivação? A “aprendizagem contínua, os desafios e as oportunidades. No geral os salários não são muito altos quando comparados com o nível de vida (apesar de, ao contrário de Portugal, serem o suficiente para se ser independente). O que existem é muitas oportunidades de aprendizagem e crescimento no mercado de trabalho, e é isso que me convence a ficar.”

Mafalda diz-nos que não é tão fácil como se pensa arranjar trabalho em Inglaterra. Queria pagar as contas e, por isso, enviou CVs para empregada de loja para o grupo Inditex, Abercrombie & Fitch, Ralph Lauren e Hermes. Todas responderam, mas a RL tinha a melhor proposta e aceitou sem hesitar.

Começou a trabalhar como Sales Associate na loja de criança. Adorou a experiência, começou a contactar com os buyers da RL  - profissão que desconhecia até à altura – e foi assim que renasceu o sonho de trabalhar com moda, sonho adiado pelos pais que queriam que tirasse um curso “a sério”. E, por isso, Mafalda acredita “que com muito esforço e dedicação conseguimos sempre o que queremos”.

Agora assume a função de Buyer Assistant na Ralph Lauren. O seu dia a dia é totalmente imprevisível. Tem uma agenda online partilhada com a equipa, com tempos definidos para determinadas tarefas, mas têm sempre de redefinir prioridades ao longo do dia.



O que é ser Fashion Buyer? Mafalda diz-nos que "é totalmente diferente do que normalmente se pensa. É um trabalho que envolve muita matemática e gestão - "passo 70% do meu dia no Excel. Como os designers trabalham em NY, numa primeira fase comprometo-me a comprar determinadas peças com base num sketch. Quando vemos as amostras, o chamado "ir a market", normalmente em Milão ou Paris, pouco ou nada muda na nossa seleção, uma vez que o preço de custo já foi negociado com as fábricas e é muito difícil aumentar/diminuir quantidades, apesar de haver alguma margem de manobra. Trabalhamos em tantas estações ao mesmo tempo que muitas vezes não faço a menor ideia em que mês estamos. No geral, divido o meu tempo entre comprar a próxima estação e analisar a coleção que está neste momento nas lojas ou, como nós dizemos, no "shop floor". Neste momento sou responsável por comprar a coleção de bebé para todas as lojas full-price da Europa, o que significa que já defini o assortment para Fall 2015. Ainda estamos no princípio do Inverno 2014, por isso o processo de compra baseia-se muito em dados históricos, tendências que observamos e... intuição!“

Fazem igualmente parte das suas tarefas: “treinar os assistentes de loja sobre diferentes materiais e formas de produção, trabalhar com o departamento de marketing e relações públicas para assegurar que toda a comunicação evidencia os nossos maiores investimentos, reunir com visual merchandisers para definir estratégias de exposição do produto, coordenar transferências entre lojas para potencializar stock, trabalhar com os designers de forma a tornar as peças comerciais, sem nunca comprometer a visão da marca.”

Deixamos algumas questões à Mafalda e um agradecimento pelo carinho! :) Muito sucesso!

 O que te levou a ir para Londres? 

Querer estudar Relações Públicas numa universidade prestigiada mundialmente, querer morar numa cidade grande, conhecer novas pessoas e... sair de casa dos meus pais.

Trabalhar em Londres, na área da Moda, é uma aprendizagem contínua? O ambiente é muito desafiante? 

É sem dúvida uma aprendizagem contínua e muitíssimo desafiante. Há muita competição a todos os níveis: há muitos profissionais competentes e existe a sensação que ninguém é insubstituível. Também há muita gente a querer trabalhar em Buying, o que nos obriga a constantemente ter que provar que somos os melhores no que fazemos. 

Existe muita competição na área de luxury retail. Os "vizinhos" da nossa flagship em Londres são a Dior, Chanel, Louis Vuitton, Prada, etc. Do ponto de vista de buying, isto significa assegurar-nos que temos um produto altamente atraente, uma razão para comprar connosco e não com a competição. 

Pink Pony Promise
Neste momento a libra está bastante cara, o que quer dizer que competimos com cidades como Nova Iorque, Paris, Milão e até Dubai. O que faz todo o sentido se pensarmos que uma grande parte dos nossos VICs (very important customers) viajam do Médio Oriente para comprar connosco.

E por último, é interessante perceber como outros fatores têm um impacto enorme no luxury business retail em Londres, por exemplo o Ramadão, a crise política na Rússia, entre outros.

Como é o teu dia-a-dia? 

Gosto de acordar cedo e ser a primeira a chegar ao escritório. Moro em Primrose Hill e o escritório é em Bond street, o que quer dizer que posso ir a pé para o trabalho (só tenho de atravessar Regent's park). Se tiver ido sair na noite anterior ou se me sentir preguiçosa posso sempre apanhar o autocarro - ideal para "people watching." Não dispenso uma paragem rápida no Starbucks a caminho do trabalho. O empregado português já sabe que o que eu quero é um medium soya latte e muitas vezes faz questão de o oferecer. Os portugueses são mesmo o povo mais simpático do mundo.

Charlotte Olympia sample sale
As segundas-feiras são um dia especialmente ocupado, porque é dedicado a analisar business trends da semana anterior e, com base nisso, planear a semana que se segue: transferir stock, visitar lojas, comprar mais best-sellers, etc. O resto da semana é passado a analisar em mais detalhe a estação em que estamos (best sellers, slow sellers, tendências, margens, possíveis promoções, análise da competição, etc), comprar a estação seguinte e coordenar com outros departamentos para me certificar que não há atrasos na entrega de stock. “Quase nunca tenho hora de almoço”, diz-nos, “saio do escritório 5 minutos para comprar uma salada e volto para almoçar em frente ao computador. Por um lado ainda bem, quem conhece a zona de Bond e Oxford Street sabe que como é fácil distrairmo-nos com compras! Felizmente (ou infelizmente) existem muitos saldos privados (ou sample sales) para quem trabalha na área da moda. “ 

É muito comum ao fim do dia sair com colegas de trabalho ou amigos para beber um copo. 

Quais os teus objetivos a médio prazo? 

Gostava de continuar a trabalhar na Ralph na área de Childrenswear, mas a comprar para a Ásia ou mercados emergentes.

Reservas um espacinho do teu dia agitado para cuidares da tua beleza? Qual a tua rotina? 

Claro que sim. É uma rotina bastante rápida porque não tenho muito tempo nem paciência para me arranjar. De manhã: creme hidratante Kielhs seguido de maquilhagem muito discreta (nunca retoco a meio do dia): Dior Nude BB Cream, Corrector Radiant Creamy da Nars, Chanel Healthy Glow Sheer Powder Les Beiges, Orgasm blush Nars, rímel Inimitable Intense da Chanel, e batom Biaritz, também Chanel. 

Se for sair à noite opto pelo batom Rebel ou Cockney da MAC. No cabelo não dispenso produtos Moroccanoil e Kérastase. 

Ao fim do dia, a primeira coisa que faço quando chego a casa é acender uma vela da Diptyque. A minha preferida é Tubereuse. Indispensável tirar maquiagem com produtos Clarins, aplicar creme hidratante para as mãos da OPI e Lucas Papaw Ointment (encomendo da Austrália!) para hidratar os lábios. Aos fins de semana raramente uso maquilhagem e hidrato a cara com Le Weekend de Chanel.


Qual o teu estilo de roupa preferido? 

Prático, despreocupado, clássico, simples. Less is more! Gosto muito de misturar high street (Zara, & other stories, J Crew) com peças de luxo (Ralph Lauren, Victoria Beckham, DVF, Marc Jacobs, Joseph e peças vintage. 

Tens alguma inspiração no mundo da moda? 

A minha mãe.

Não sais de casa sem... 

Brincos de pérolas, Vivienne Westwood Mother Orb watch,Tangle teezer, invisibobble, Dior Addict Lip Glow, Kindle, Stella McCartney Underwear

Na tua carteira podemos encontrar sempre?

O meu passaporte. Just in case...




1 comentário:

  1. Muito interessante mesmo, obrigada pela partilha desta experiência profissional. Deve ser um trabalho super desafiante =)

    ResponderEliminar

AddThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...