Um dia com... a hospedeira de bordo Sandrine!

23.7.12
Ser hospedeira de bordo desperta em nós todo um imaginário idílico de viagens fantásticas, cada dia passado num lugar diferente e com pessoas de todos os cantos do mundo. Mas como é, na prática, o dia a dia de uma hospedeira de bordo? E quais as vantagens e desvantagens da profissão? E como é que ela afecta o organismo e as rotinas de beleza de quem trabalha no ar? Foi isso, entre outras coisas, que perguntámos à Sandrine, hospedeira de bordo na Ryanair há 4 anos, e que, graças à profissão, já viveu em Bremen na Alemanha e em Barcelona, Espanha. Já teve, também, a oportunidade de viajar um pouco por toda a Europa.

Como é o dia a dia de uma hospedeira de bordo? 

 É tudo menos uma rotina. Em primeiro lugar, trabalho por turnos, num sistema de 5 dias no turno da manhã, 2 folgas, 5 dias no turno da tarde, 3 folgas. Nesse sentido, o despertador nunca toca à mesma hora. Nos dias em que trabalho, após o banho tenho que hidratar a pele do corpo todo, porque um dos efeitos negativos de voar é a desidratação, o que se reflete diretamente na pele. Felizmente, a minha pele é oleosa, por isso não tenho muitos problemas, mas é melhor prevenir que remediar.

Onde perco mais tempo, é a maquilhar-me, sendo que a companhia tem requisitos mínimos de apresentação, como por exemplo a cor das unhas ter de ser igual à cor do batom. Por outro lado, não preciso de perder tempo a pensar no que vou vestir (vantagens de ter uma farda!!!). Depois disto, é preparar a lancheira e rumar ao aeroporto! No que diz respeito aos voos que faço, como tripulantes de bordo, não temos rotas fixas, operamos tudo que seja de e para o Porto. Nos dias em que não trabalho, que são as folgas e os "home standby" (em que só vamos trabalhar se nos ligarem), opto por pôr o sono em dia e dedicar-me a mim própria, desde idas à praia a uma paragem no shopping para ir às compras, passando por ver séries no sofá e fazer umas visitas à família.

O facto de teres vivido noutros países mudou a tua visão sobre a moda e sobre os benefícios de ter uma apresentação cuidada? 

Sem dúvida que sim. Na verdade, antes de entrar para a Ryanair, a única maquilhagem que usava era lápis preto e base (para esconder as borbulhas) e o meu guarda-roupa limitava-se a calças de ganga (que continuo a adorar!) e pouco mais, tudo demasiado simplista. A profissão juntamente com o contacto com novas colegas, de outras culturas e com outros hábitos, fez com que eu começasse a demonstrar cada vez mais interesse em produzir-me. Em relação à maquilhagem, lentamente, fui adquirindo novos produtos, novos utensílios, novas marcas e novas técnicas. Não abandonei por completo a simplicidade que me caraterizava porque continuo a ser aversa a cores demasiado fortes, mas quem viu o "antes" e o "depois", sabe do que falo.

No que diz respeito à roupa, não tenho um estilo definido. Tanto ando de Converse All Star e jeans como uso um vestido justo com um tacão de 10 cm. Gosto de me adaptar às situações e gosto de me vestir e conjugar cores consoante o meu estado de espírito. Viver no estrangeiro abriu-me horizontes e mostrou-me novas tendências, as quais fui adquirindo, mas sem nunca perder a minha identidade.

O que mais e menos gostas do teu trabalho? 

Gosto do facto de não haver uma rotina pois cada dia é diferente do anterior e do que se segue, desde o destino do voo à tripulação de cabine, e aprecio muito o tempo livre pois trabalho em média 13 dias por mês. O que menos gosto é de acordar às 4h da manhã quando estou no turno da manhã e ter noção de que é um emprego que pode vir a provocar a médio/longo prazo alguns problemas de saúde derivados da pressão a que estamos sujeitos, e a prova disso é o facto de não podermos doar sangue nem orgãos.

Quais as limitações que a tua companhia aérea te coloca em relaçao a beleza? 

As limitações são várias. Em relação ao cabelo, quem o tiver curto, pode usá-lo solto desde que não chegue ao colarinho do casaco. Quem o tiver comprido tem 3 opções de penteado: a “banana”, o "donut" ou o rabo de cavalo, sendo que este último só é permitido a quem tiver o cabelo naturalmente liso (que é, felizmente, o meu caso) ou, então, esticado.

Em relação à maquilhagem, tirando a obrigatoriedade de a cor do verniz corresponder à cor do batom, não existem grandes limitações. Todas as cores são permitidas e aí é que entra o gosto pessoal de cada um. Eu costumo usar base, blush, corretor de olheiras, sombra - e é aqui que vario, apesar de usar apenas cores mais neutras - delineador de olhos e máscara.

Quanto aos acessórios, também existem limitações: os relógios têm de ter correia preta, prateada ou dourada, e não podem ser digitais. Os únicos anéis aceites são alianças, os brincos têm de ser pérola, diamante, prata ou ouro (real ou imitação) pequenos e sem pendente. As mulheres estão autorizadas a usar uma pulseira desde que também não tenha pendentes e que seja prateada, dourada ou de pérolas.

E o que sentes em relação a teres que usar farda todos os dias?

Ainda me lembro do dia em que fui tirar medidas para a farda. Quando a vi, apeteceu-me chorar... Não é, de facto, uma farda bonita. O azul é demasiado brilhante e a camisa amarela... nem vou comentar!!! Contudo, ao fim de 4 anos, já não me parece assim tão feia. Talvez seja o síndrome de Estocolmo, ajustado à moda! Mas tenho de confessar que às vezes é um alívio não ter de pensar "o que vou vestir amanhã?!".


Não sais de casa sem...

O meu relógio.

Na tua carteira podemos encontrar sempre... 

Óculos de sol, mini-espelho, gloss ou batom, caneta e... dinheiro!

Um grande obrigada à Sandrine pela disponibilidade e bom humor contagiante! Bons voos! :)

3 comentários:

  1. O prazer foi todo meu :) Mais uma vez, parabéns pelo excelente blog!

    ResponderEliminar
  2. Que engraçado...se não me engano, "estive" com a Sandrine num voo para Barcelona :p

    ResponderEliminar
  3. Vim aqui parar numa pesquisa que estava a fazer! Gostei muito de ler este artigo e espero que ela continue a ter sucesso. Isto sempre contribui para que possamos considerar em lutar por este objectivo!
    Gostei também de ficar a conhecer o blogue, a partir de agora vou seguir :)

    ResponderEliminar

AddThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...